Como limpar e lubrificar cabos/ Cuidados com maresia

A maresia, tão familiar a quem mora em cidades litorâneas, pede alguns cuidados específicos a serem feitos na bicicleta com maior frequência do que em cidades não litorâneas. Ela atinge principalmente os componentes metálicos da bike, oxidando (“enferrujando”) e até prejudicando o funcionamento de algumas das peças. Esse problema é perceptível quando o freio ou a marcha não respondem ao seu comando de forma rápida e eficaz: o manete freio parece “duro” e exige mais força para ser acionado, ou a marcha não muda muito bem, mesmo estando regulada.

Um desses cuidados a ser tomado é, sempre que se pedala mais próximo à praia, ou diretamente na areia dela, lavar a bicicleta com água doce para retirar a areia e o sal.

Neste vídeo, a Talita Noguchi, do bar e bicicletaria Las Magrelas, trouxe duas convidadas especiais: Marcella Olinto e Rafaela Sotuyo (sócias com Giovani Poletto), que apresentam seu espaço, o Garupa bicicletaria & etc., localizado em Florianópolis-SC. E a Marcella explica sobre uma manutenção muito importante para quem vive à beira-mar: a limpeza e lubrificação de cabos e conduítes, no caso, com o exemplo do cabo de câmbio traseiro.

 

Material necessário:

1. Lubrificante (também chamado de “desengripante”). Utilizar com cuidado, em um espaço arejado, pois tem cheiro forte;
2. Pano, de preferência, de algodão;
3. 
Graxa comum (branca ou azul);
4. Se não for possível apenas desencaixar o cabo, será preciso usar uma chave allen tamanho 5 mm (cinco milímetros). Ela pode ser encontrada na maioria dos canivetes de chaves; para identificá-la, é a chave com a extremidade plana e hexagonal, com “5 mm” escrito na lateral.

Como soltar o cabo e retirar o conduíte do câmbio traseiro;

Esse tipo de ajuste pode ser feito com a bike “em pé”, apoiada na parede, por exemplo. Talvez seja necessário colocar a bike de cabeça para baixo na hora de conferir as marchas, girando o pedal e a roda traseira ao trocar o câmbio.

1. Enquanto não se acostumar à configuração da bicicleta, é recomendável tirar fotos (pode ser com a câmera do celular) das partes por onde o cabo passa e onde os conduítes se encaixam;
2. Mudar a marcha para a mais pesada, girando o pedal, para a corrente se encaixar na menor engrenagem da roda traseira;
3. Sem girar o pedal, mudar apenas com a(s) alavanca(s) no guidão para quatro marchas mais leves e, logo depois, para quatro marchas mais pesadas. Esse passo não é para fazer o câmbio mudar a marcha traseira, é apenas para forçar o cabo e deixá-lo mais folgado (laceado);
4. Caso não consiga desencaixar o cabo próximo à roda traseira, a chave allen 5 mm é usada para soltar o parafuso localizado no câmbio traseiro, que prende a extremidade do cabo de marcha;
5. Puxar os cabos para soltá-los e retirar os conduítes (os tubos de plástico que protegem os cabos de metal). Não é preciso soltar a extremidade do cabo que se prende à alavanca no guidão;

Se a extremidade do cabo estiver desfiada e/ou amassada, é recomendável torcer o cabo para unir as pontas do cabo e/ou desamassar onde precisar, a fim de que o cabo não arranhe e estrague o conduíte por dentro. Há situações em que é necessário cortar a ponta desfiada com um alicate específico para cabos (daí é melhor levar a uma bicicletaria, caso não tenha essa ferramenta); se o cabo estiver muito desfiado e não estiver comprido o suficiente para se cortar a ponta, a melhor solução é levar a uma bicicletaria para comprar um cabo novo e trocá-lo.

Como limpar e lubrificar os conduítes e os cabos:

1. Aplicar lubrificante no pano até umedecê-lo;
2. Esticar o cabo e esfregar o pano únido nele para retirar a sujeira. Se o cabo estiver enferrujado, em vez do pano, pode ser usada a palha de aço;
3. Aplicar lubrificante no orifício de cada extremidade dos conduítes;
4. Passar graxa no cabo, apenas nas partes que ficarão dentro dos conduítes.

Ajustes finais:

1. Colocar de volta o primeiro conduíte, limpando o excesso de graxa com o pano, no final;
2. Encaixar de volta o cabo na bicicleta e passar pelo(s) conduíte(s) restante(s). Os conduítes se encaixam nos passadores de cabo com o som de um clique. Para facilitar esse passo em algumas situações, se empurra o conduíte para dentro do encaixe do passador e se puxa o cabo para a direção contrária;
3. Passar o cabo pelo parafuso do câmbio traseiro e apertá-lo com a chave allen 5 mm.
4. Sem girar o pedal, mudar apenas com a(s) alavanca(s) no guidão para quatro marchas mais leves e, logo depois, para quatro marchas mais pesadas. Esse passo não é para fazer o câmbio mudar a marcha traseira, é apenas para forçar o cabo e deixá-lo mais folgado (laceado) novamente;
5. Afrouxar levemente o parafuso do câmbio para puxar um pouco mais o cabo e esticá-lo (de preferência, com a ajuda de um alicate para segurá-lo, sem cortá-lo);
6. Apertar o parafuso do câmbio.

Onde comprar:
Canivete com chave allen:
http://www.lasmagrelas.com.br/canivete-multi-funcao-ct-6a34a

1 Trackback / Pingback

  1. Tutoriais gratuitos ensinam mecânica de bicicletas | Código Urbano

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*